Volkswagen apresenta caminhão elétrico brasileiro e solução de conectividade

21/10/2019
A Volkswagen Caminhões e Ônibus trouxe para a Fenatran 2019 o anúncio de que o e-Delivery, o caminhão elétrico produzido no Brasil, já tem data para o início de produção e também apresentou a solução de conectividade RIO.

Caminhão elétrico verde e amarelo

Produzido com plataforma modular, criada para maximizar a capacidade de carga do veículo, o e-Delivery, produzido no Brasil, é o 1º caminhão do mundo com motor traseiro. Motor esse, que entrega até 260 kW de potência, com um torque de 2.150 Nm.

As baterias, de Lithium-ion, proporcionam uma autonomia de até 200 km, dependendo da aplicação do veículo, já que ele possui sistema dinâmico de regeneração, que pode recuperar 35 % da energia durante a frenagem. A recarga das baterias pode ser realizada de forma flexível (30% em 15 minutos ou 100% em três horas), para atender diversas demandas de operação, assim como disponibilidade de infraestrutura.

A produção em série começa em 2020, com e-Delivery 14 toneladas, que será o primeiro do portfólio elétrico da marca. As adequações na fábrica já estão em andamento e envolvem preparação para montagem dos componentes elétricos, energização dos veículos e inspeção de qualidade em área especialmente designada para o e-Delivery. Na sequência será a vez do e-Delivery de 11 toneladas à linha elétrica.

“Essa iniciativa entra para a história da indústria automotiva mundial. Juntos, Volkswagen e parceiros, somam forças para tornar viável a produção e aplicação dos primeiros caminhões elétricos desenvolvidos e feitos no Brasil”, afirmou Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

Para uma total implementação da tecnologia elétrica no Brasil, a marca conta com uma série de parcerias que formam o e-Consórcio.

Entre elas estão a Siemens, para fornecimento de infraestrutura, carregadores e energia para clientes, a CATL e Moura, para fornecimento, gerenciamento, distribuição e manutenção de baterias, Bosch e Weg, para fornecimento de componentes, Semcon, para prestação de serviços de engenharia, Meritor, para eixos de veículos elétricos, e Eletra, como parceria estratégica.

RIO

Outra importante novidade tecnológica apresentada pela Volkswagen na Fenatran 2019 é o RIO, que traz uma nova solução de conectividade para os veículos brasileiros.

A solução sairá de fábrica nos caminhões MAN TGX, a partir de janeiro de 2020, e está disponível para ser instalado em qualquer caminhão, tanto da montadora, quanto de outras empresas.

Ele junta estatísticas dos veículos na nuvem e organiza informações, de acordo com as necessidades do cliente, para transformar os veículos mais rentáveis, seguros e sustentáveis.

A tecnologia opera na Europa e já conta com cerca de 100 mil veículos conectados no continente e mais de 8.800 frotas.

“Com o RIO, a Volkswagen Caminhões e Ônibus entra em definitivo em uma era digital, com a possibilidade de ir além no oferecimento de soluções sob medida aos nossos clientes. Mais que fabricantes, somos verdadeiros parceiros de negócios, gerando ainda mais rentabilidade para quem adquire um caminhão da nossa marca”, afirmou Roberto Cortes.

No Brasil, o RIO já está em operação em 1000 caminhões, que testaram sua eficiência na distribuição urbana na cidade de São Paulo. Os testes foram feitos com uma rede de farmácias, que trabalhou com o RIO Box instalado em seus caminhões da família Delivery por um mês.

A operação contínua do dispositivo detectou uma série de pontos de melhoria em aspectos que possuem impacto direto na segurança, na economia de combustível e no prolongamento da vida útil de componentes, como freios.

“Com base nas informações da telemetria, partiremos para uma nova etapa, que consiste no treinamento dos motoristas na condução do veículo da maneira mais econômica e segura, com o intuito de fazer nosso cliente obter o melhor resultado que só um caminhão Volkswagen é capaz de entregar”, contou Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

O que aparentemente parece uma novidade já conhecida no mercado é, na verdade, um modelo diferente de gestão dos veículos. O RIO traz uma liberdade de contratações de serviços, que podem ser feitos de diversas maneiras, desde pacotes contínuos, até contratação por hora ou trecho. Além disso, o dispositivo oferece uma série de pacotes gratuitos que podem ser usados por qualquer um, tanto frotistas, quanto autônomos.

Junto ao anúncio do RIO, a Volkswagen também anuncia o projeto de gestão de serviços sob medida “Volks Care”, que se propõe a gerenciar a frota, em tempo real, utilizando o RIO e, dessa forma, criar disponibilidade máxima dos veículos, com foco na redução de custos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)