Audiência pode alterar obrigatoriedade sob exame toxicológico

03/12/2021
O novo regulamento pode trazer um impacto sob cerca de 10 milhões de motoristas

Uma audiência pública foi promovida na última quarta-feira – 1º de dezembro – visando debater as formas de divulgação para a obrigação do exame toxicológico dos condutores das categorias C, D e E.

A audiência foi presidida pela comissão de Viação e Transportes onde alegou ser preciso que haja uma divulgação ampla e certeira sobre a vigência do exame.

Ao todo cerca de 10 milhões de condutores no Brasil se enquadram nas categorias onde o exame toxicológico é obrigatório. A deputada Christiane Yared(PL-PR) garante que não há conscientização sobre essa postura no trânsito.

“Quando você se torna um motorista, sendo profissional ou não, você sabe que tem regras, tem leis e que você tem que estar informado. Aqui, nós como deputados federais, sabemos do trâmite dentro da Casa, das nossas obrigações, do que nós temos que ter conhecimento. Se nós formos ao conselho de ética, nós seremos penalizados. Então, é uma coisa óbvia. O que nós temos que mudar é o comportamento das pessoas no trânsito”, pontua Yared.

A deputada ainda acredita não ser justo dividir as rodovias e o trânsito com pessoas drogadas e embriagadas que se colocam em risco e a vida dos outros, além de pontuar que a lei está aí para ser cumprida.

Como afirmou o deputado Abou Anni (PSl-SP), muitas coisas a respeito do toxicológico não estão claras para o motorista, como isso se faz necessário campanhas educativas alertando os profissionais nessa área.

Vale ressaltar que é obrigatoriedade da Lei Nº 13.103/15 passou a vigorar no ano de 2016 com a exigência do exame toxicológico para renovação e adesão da CNH, além de uma curiosidade para realização do exame.

 

CARRETA ON LINE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

6 COMENTÁRIO(S)

Não sou contra fazer o teste não. Agora poderia fazer nesses deputados também.
comentado por Roquecilanis Acácio de Lima em 04/12/2021
“A deputada ainda acredita não ser justo dividir as rodovias e o trânsito com pessoas drogadas e embriagadas que se colocam em risco e a vida dos outros, além de pontuar que a lei está aí para ser cumprida.” Então exames para todos. Ou só motoristas profissionais que usam drogas? Na minha empresa, garanto que nem um deles usa, até pq fazem o exame. Agora, fiscalizem uma saída de festa… pra ver quem mesmo usa drogas.
comentado por Adirlei em 03/12/2021
Acho que o exame tem que valer para todos que possuem CNH ,não só da parte de profissionais e sim para todos. Os profissionais são muito visado,mais a maioria que anda drogado ou bêbados não são eles.
comentado por Francisco Assis em 03/12/2021
Sou motorista profissional acho certo o exame toxicológico porém deveria ser para todas as categorias tanto para carros quanto motos a maioria dos acidentes e mortes que acontecem são efetuadas por motoristas embriagados de carro!!!!
comentado por José Carlos Júnior de Melo em 03/12/2021
Não sou contra a realização do exame toxicológico para renovação da CNH e até mesmo que ele seja feito em períodos mais curtos que a renovação da CNH. Porém acho que a lei deveria se aplicar/atingir a todas as categorias e não apenas as dos profissionais do transporte ( C D e E).
comentado por Roberto em 03/12/2021
So acho assim se o exame e obrigatorio teria que ser pra todas as categorias e nao so pra c d e Ai queria ver se nao derrubavam essa lei
comentado por Jackson em 03/12/2021