Viaturas com giroflex teriam forçado ultrapassagem e provocado grave acidente na BR-277

05/01/2022

Na manhã desta terça-feira (04), um grave acidente de trânsito foi registrado na rodovia BR-277, no município de Candói.

Segundo as informações, os caminhões, sendo dois contêiners, um brasileiro e outro paraguaio, seguiam em direções contrárias, quando ocorreu a colisão frontal.

Com o impacto, um dos veículos pegou fogo, sendo que o motorista Paraguaio morreu na hora. O condutor do veículo brasileiro foi socorrido com múltiplas fraturas.

O Inspetor Bebici concedeu entrevista no local da ocorrência, dando detalhes de como o acidente teria ocorrido.

Testemunhas relataram à PRF que duas viaturas caracterizadas, com girolex, teriam forçado uma ultrapassagem, provocando a colisão frontal entre os caminhões.

“As viaturas vieram na altura da ponte do rio Cavernoso, eu vi pelo retrovisor, eles vinham em alta velocidade, já tirei pro acostamento, continuei e a uma altura alcancei novamente eles. Quando acabou a 3ª faixa eles já entraram ultrapassando todo mundo e a BR está movimentadíssima, na curva eles entraram as duas viaturas na faixa contínua ultrapassando três carretas, quando terminaram a ultrapassagem deu a explosão e aí eles seguiram viagem. Duvido que não viram o que fizeram”, contou.

A testemunha que trabalha como representante comercial, relatou que viaja frequentemente pela rodovia há mais de 20 anos e que essa foi a situação mais triste que ele já presenciou. Ele contou que ajudou a retirar os motoristas das carretas.

“Eu e outro caminhoneiro que vinha atrás da carreta do Paraguai, descemos ele pegou extintor e já começaram as explosões. O fogo passava por cima da cabine do caminhão, o óleo diesel escorria pela canaleta e pneus estourando. O grande herói foi o caminhoneiro que estava a minha frente que deixou o filho dentro do caminhão e, como um anjo, não teve medo do fogo e entrou para tirar os dois motoristas aí eu o ajudei”, disse.

O homem relatou ainda que as explosões eram muito intensas e que apesar de outras pessoas terem parado para ajudar, a maioria passava pelo local filmando e nem davam bola. Outros, na pressa de seguir viagem, também na paravam.

“As explosões e o fogo só aumentava e nós dois puxávamos um de cada vez para longe do fogo. Pouco depois chegaram dois irmãos e nos ajudaram a tirar os caminhoneiros. Eu gritava para outros caminhoneiros para trazer extintores, mas ninguém dava bola, só pessoas que passavam filmando e uns com pressa de seguir viagem.

Ainda muito abalado com a situação, ele contou que é pai de família, católico e devoto a Nossa Senhora Aparecida. Ele destacou que foi Deus quem o guiou para ajudar naquele momento.

“Eu estou chocado ainda, sou católico, pai de família, amo Nossa Senhora Aparecida e foi a cena mais triste que vi em toda minha vida. Rezo pelas vítimas e pelos que não tem coração, que preferem dar pedrada nos caminhoneiros antes de saber o motivo da tragédia. Foi Deus que me orientou a ir lá e fazer o possível pra salvar duas vidas, infelizmente uma não conseguimos”, lamentou.

Câmeras de monitoramento da rodovia serão analisadas para verificar a qual corporação os veículos pertencem para que uma investigação seja montada.

 

 

CARRETA ON LINE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)